Um milhão: essa é a estimativa de empresas brasileiras que fecham as portas por ano, mesmo antes da pandemia, segundo um levantamento do IBGE. Aliás, um estudo realizado pelo Sebrae deixa mais claro essa realidade, apontando que a cada 4 empresas abertas, 1 fecha antes mesmo de completar dois anos de existência. 

E o motivo, todo mundo já conhece? Esse mesmo relatório do Sebrae indica que 7% das pequenas empresas fecham por falta de lucro, 20% por falta de capital e quase 50% por não saber mensurar se têm lucro ou prejuízo. Isso mesmo, a ausência de uma gestão financeira eficiente é um dos principais motivos de falência das empresas no Brasil.

Verdade seja dita, o controle financeiro ainda é uma incógnita para grande parte das empresas e população no país, o que pode incluir também a sua corretora, não é mesmo?

Mas calma, vamos te dar uma mãozinha nessa. Preparamos um guia com dicas práticas e super úteis sobre finanças para corretor de seguros. 

Vem com a gente! ⬇

Passo a passo: finanças para corretor de seguros

1. Separe as finanças da corretora das suas finanças pessoais

Sabe aquele erro que quase todo mundo comete, mesmo sabendo que está errando? Não cometa esse erro. Misturar a Pessoa Física com a Pessoa Jurídica é uma prática comum, mas que pode ocasionar em uma série de problemas e até mesmo a falência da sua corretora.

Você precisa mensurar qual é a lucratividade e rentabilidade do seu negócio, pois só assim é possível saber se ele é viável ou não. Então, o primeiro passo é manter contas e registros separados, garantindo maior controle do fluxo de caixa, mais credibilidade e poder de barganha na negociação com fornecedores, proteção do seu patrimônio pessoal e jurídico, condições especiais em bancos e até mesmo vantagens fiscais, como na hora de declarar o Imposto de Renda.

Lembre-se sempre de que o seu negócio independe das suas finanças pessoais. Por exemplo: pagamento dos funcionários é despesa da empresa e gasto com lanche é despesa pessoal. 

A partir do momento que você tem consciência da liquidez da sua corretora, você consegue tomar decisões mais estratégicas sobre o negócio, como investir parte do lucro no seu crescimento e aperfeiçoamento, o que é um ponto crucial nas finanças para corretor de seguros.

2. Organize tudo na ponta do lápis

Já diz o ditado: o que não é medido não pode ser controlado (e até mesmo melhorado). Isso faz muito sentido quando o assunto é finanças para corretor de seguros. Afinal, em um cenário onde você não tem a real noção do quanto gasta por mês, a probabilidade de surgir alguma dívida ou um problema financeiro difícil de gerenciar aumenta. 

E é aqui que entra o famoso e tão importante fluxo de caixa, abraçando de forma efetiva o controle de todas as movimentações financeiras da sua corretora, todas mesmo!

Por meio do fluxo de caixa você poderá gerenciar tudo aquilo que entra e sai da empresa, considerando gastos fixos e variáveis, serviços contratados, comissões a receber, curvas de venda, repasses para colaboradores, margens de lucro e o tão desejado ponto de equilíbrio. 

Ou seja, tudo que estiver ligado à saúde financeira da sua corretora deve ser levado em conta, ainda que você não consiga prever a renda absoluta. Afinal, existem os custos fixos que são essenciais para o funcionamento do negócio, como as contas de água, luz, internet, salário dos funcionários… E os custos variáveis que representam as despesas recorrentes, como o pagamento das comissões de vendas. A dica é: registre tudo tudo, não deixe passar nada.

Ter a dimensão exata das contas da sua corretora possibilita uma análise estratégica do negócio, em que será possível identificar prioridades, se antecipar e reverter possíveis situações de risco, traçar medidas para a redução de custos, realizar projeções realistas e, assim, enxergar com mais clareza aonde você quer chegar e o que o caminho que precisa percorrer para alcançar isso.

3. Defina um planejamento financeiro

Depois de colocar tudo em ordem e entender exatamente quanto a sua corretora de seguros está gastando com cada área, é hora de partir para o planejamento da gestão orçamentária

Afinal de contas, você já identificou se os investimentos estão trazendo retorno financeiro, se as despesas mensais comprometem as suas finanças e se as taxas de comissão estão adequadas, por exemplo. Agora chegou o momento de planejar formas de otimizar o orçamento.

Esse pode ser um dos maiores desafios, assim como também é peça-chave nas finanças para corretor de seguros, já que está diretamente ligado à estabilidade financeira e ao crescimento do seu negócio

Você pode começar definindo orçamentos para cada período, considerando um limite de gastos sustentável. Mas não se esqueça de cuidar também dos custos que são prioridade, acompanhar os recebimentos, realizar as cobranças dos clientes inadimplentes e manter a organização das contas em dia, o que pode influenciar até mesmo na reputação da sua corretora de seguros.

Ao definir gastos e lucros, você também poderá delimitar a verba para uma reserva de emergência, já que imprevistos podem acontecer, e os investimentos necessários para atingir seus objetivos, seja para alavancar as vendas, ampliar a divulgação da sua corretora, descobrir novas formas de retenção, abrir filiais, expandir os negócios… 

Como diria o filósofo Mario Sergio Cortella

"Faça o teu melhor, na condição que você tem, enquanto você não tem condições melhores para fazer melhor ainda."

4. Não abra mão de inovar

Bom, já ficou claro que o financeiro é praticamente o coração da sua corretora de seguros. É ele que vai dar ritmo às movimentações do fluxo de caixa, pulsar os gastos, fortalecer os  ganhos e fazer o peito bater mais acelerado com a geração de lucros. 

Mas o coração por si só não funciona sozinho, né? Ele precisa se conectar com todas as outras partes envolvidas, para que tudo caminhe na mesma direção e em perfeita sintonia. Tendo isso em mente, mais que manter o seu bom funcionamento, é preciso inovar e fugir das metodologias convencionais ou pouco eficientes.

Assim como qualquer outra atividade, as finanças para corretor de seguros devem ser realizadas sem dificuldade alguma para reunir todas as informações que você precisa em um só lugar, cruzar dados com facilidade, avaliar o desempenho das vendas, agilizar processos operacionais, simplificar a análise dos resultados e acompanhar tudo de onde e quando você quiser

Um exemplo prático é o controle de vendas e repasses de comissão: quando você identifica quais produtos e seguradoras proporcionam comissões mais vantajosas, você se prepara para dedicar seus esforços nas vendas destes produtos, ampliando a sua margem de lucro. 

Por isso, se você ainda utiliza formas mais tradicionais no seu planejamento financeiro, como as famosas planilhas do Excel, está na hora de conhecer um sistema de gestão para corretora de seguros. A boa notícia é que já preparamos tudinho para você! 🙂

Com a Segfy você ganha mais tempo e competitividade, com uma plataforma completa que otimiza o seu controle financeiro estruturando os recebimentos, fluxo de caixa, parcelas do segurado, faturas, busca de extrato, parcelas atrasadas, orçamentos, emissão de relatórios e ainda mais! 

Que tal fazer um teste gratuito? Você pode experimentar aqui mesmo a plataforma e ver se ela atende às suas necessidades. A gente garante que você vai se surpreender. 😉

Por hoje, é isso... Esperamos que essas dicas façam a diferença no seu controle financeiro e que você consiga seguir firme, já que o caminho nem sempre é fácil, mas motivos não faltam para você voar cada vez mais alto. 🚀

Ah, não deixe de seguir a gente no Instagram, Facebook e LinkedIn, combinado? 

Até a próxima! 

Fontes: Valor Investe, Jornal Contábil, Canal Tech, MG Soluções Contábeis, Sebrae, Exame

Poupar ou investir, eis a questão... Mas você já parou para pensar que entre essas duas opções existe um ponto-chave? Pois é, seja para economizar ou para dar um up na renda, todo mundo também quer (e precisa) mantê-la. Isso mesmo: assegurar que o terreno estará sempre protegido, tranquilo e inabalável, independente do que acontecer. E é aí que entra a importância do seguro no planejamento financeiro.

Afinal, já imaginou perder, de uma hora para outra, anos de trabalho que você dedicou para construir seu patrimônio? Um cenário que ninguém espera encontrar pela frente, mas que pode acontecer, até porque imprevistos surgem quando menos esperamos.

Falando em imprevistos, se tem algo que aprendemos a lidar diante da pandemia foi com o incerto. Ela acionou um baita sinal de alerta em muita gente para garantir uma reserva, caso algo inesperado aconteça. 

Então, como incluir o seguro no planejamento financeiro?

Podemos dizer que estamos frente a frente ao mundo VUCA - volatile, uncertain, complex e ambiguous (volátil, incerto, complexo e ambíguo), em que os padrões de consumo estão mudando, os recursos podem ser escassos e hábitos de vida são reconfigurados. 

Aliás, formar uma reserva de emergência passou a ser uma das prioridades em todo o mundo. Especialistas apontam que precisamos preservar um valor equivalente a, pelo menos, três meses de gastos recorrentes, só por garantia.  

Olhando para tudo isso, entendemos a importância não só de ganhar dinheiro, mas também de saber administrar e proteger o que se ganha. Mas e agora, quem poderá nos defender?

Você, corretor de seguros

É hora de desbravar

Uma pesquisa divulgada pelo IBRE/FGV apontou uma realidade preocupante: R$5,1 bilhões da renda familiar dos brasileiros desapareceram por conta das mortes causadas pela Covid-19. Grande parte das vítimas representavam a principal ou a única fonte de renda da família, ocasionando em um significativo aumento da situação de vulnerabilidade e uma série de outros problemas que são até difíceis de mensurar.

Ainda assim, mais da metade dos brasileiros (53,9%) não possuem nenhum tipo de seguro ou proteção de renda, segundo um levantamento realizado pela Zurich e Universidade de Oxford.

As razões podem ser inúmeras, mas talvez a principal seja a falta de informação. Muitas pessoas ainda acham que seguro é algo caro ou coisa de gente rica. Quando, na verdade, se tornou algo bem mais acessível nos últimos anos e fácil de ser encaixado no orçamento familiar. Então, seguro é coisa de gente preventiva! 

No entanto, a educação financeira é um tema pouco (ou quase nada) presente na vida da maioria dos brasileiros. Exemplo disso é a dificuldade ou até mesmo insegurança que temos para declarar o imposto de renda ou se aventurar em algum investimento financeiro por conta própria. 

Daí surge a oportunidade: o corretor de seguros como planejador financeiro. Se está nos seus planos se destacar no mercado, garantir mais credibilidade e estreitar a relação com seus clientes, este é o momento de inovar, aprender e sair na frente

Afinal, o planejamento financeiro não é exclusividade dos profissionais da área de economia e finanças, mas sim de quem está disposto a arregaçar as mangas para entender tudo o que seu cliente precisa.

O papel do corretor de seguros no planejamento financeiro

Antes de tudo, é importante ter em mente que seguro não é investimento, mas sim uma proteção que pagamos para usar caso algo aconteça. Ou seja, funciona como uma medida preventiva para não deixar nosso orçamento e família desprotegidos. 

E quem melhor que você, corretor de seguros, para falar sobre proteção com o seu cliente? Ele já confia em você para preservar seu patrimônio e manter a família amparada, que tal aproveitar esse voto de confiança para ir além? Dar um novo passo e garantir a oportunidade de cuidar do seu cliente por décadas (quem sabe até dos seus filhos, netos e por aí vai).

Não é preciso ser expert em matemática financeira para ajudar o seu cliente a administrar o dinheiro que ele ganha ou até mesmo fazer render mais. Você só precisa ter vontade de aprender o que puder sobre o assunto, entender os objetivos do seu cliente e aproveitar para compartilhar boas práticas, que inclusive podem ser aquelas que você mesmo já coloca em dia no seu próprio planejamento financeiro. 

✨ Veja só algumas dicas de ouro:

  • Investir em uma previdência privada, além de garantir uma reserva financeira e outros benefícios, pode ocasionar em descontos na dedução do imposto de renda. Legal, né?
  • Aplicar investimentos em fundos como o CDB (Certificado de Depósito Bancário) é como guardar ou emprestar seu dinheiro para o banco e, depois, receber ele de volta com juros. O mesmo acontece com o Tesouro Direto, a diferença é que aqui o Governo Federal vai pagar os juros. 
  • Garantir a proteção dos seus bens é parte essencial do planejamento financeiro. Por isso, vale pesquisar e entender os seguros que podem ajudar a manter seu padrão de vida, caso você fique sem trabalhar ou perca sua principal fonte de renda. 

A partir do momento em que você entende de maneira ampla as necessidades do seu cliente e se prepara para orientá-lo, oferecendo exatamente o que ele precisa e com o famoso "preço que cabe no bolso", a relação de confiança ganha um novo status e a fidelização é prolongada, dando abertura para a contratação de mais seguros e diversificação da sua carteira

Para te ajudar nessa missão, selecionamos 3 cursos gratuitos sobre planejamento financeiro que vão dar aquela mãozinha amiga na hora de entender mais sobre o tema. Vem com a gente:

1. Gestão de Finanças Pessoais - Banco Central do Brasil

Com uma linguagem simples, lúdica e bastante acessível, o curso ensina sobre finanças contando a história de uma família com vídeos animados. A ideia é estimular uma relação mais saudável com o dinheiro, passando por tópicos como poupança e investimentos, orçamento pessoal e familiar, formas de crédito, endividamento e muito mais. O curso é online, com duração de 20h e você pode se inscrever aqui no site da EV.G.

2. Fundamentos de Finanças - Fundação Getulio Vargas 

Este é o curso ideal para quem busca uma noção básica de finanças, com informações super úteis sobre como estruturar a vida financeira, tomar decisões assertivas e administrar o dinheiro da melhor forma possível. Ele também é online e tem carga horária de 5h, moleza né? Aproveite já para fazer a sua inscrição no site da FGV e prepare-se para destrinchar conceitos essenciais na elaboração de qualquer planejamento financeiro. 

3. Gestão Financeira - Sebrae

Você tem vontade de conquistar uma rotina mais organizada e melhorar o controle orçamentário? Então essa é uma ótima opção para você, especialmente se for MEI ou proprietário de uma pequena empresa. O curso envolve aprendizados sobre fluxo de caixa, controle de giro, análise de estoques e a importância do planejamento financeiro como um todo, com duração de 3h e certificação ao final. Partiu garantir a sua inscrição?  

Mas por que o seguro é tão importante no planejamento financeiro?

Bom, podemos dizer que existem basicamente dois motivos que levam as pessoas a se endividarem: um deles é a falta de planejamento financeiro e controle de orçamento, o outro está ligado aos gastos não previstos que podem surgir.

Com isso, fica mais fácil entender porque o seguro influencia diretamente no planejamento financeiro, já que a sua ausência pode ocasionar em gastos extras quando algo inesperado acontece. Fato é que ninguém contrata um seguro esperando utilizar ele um dia, mas se precisar, ele estará ali, pronto para te amparar e proteger em momentos difíceis.

Dessa forma, o ideal é analisar todos os gastos do seu cliente, identificar os pontos que precisam de mais investimento e contratar um seguro adequado às suas necessidades. 

A ideia é atuar como um consultor, no sentido de ajudá-lo a blindar todo o seu patrimônio, preservar seus bens, organizar as finanças dele e trazer formas de equilibrar a sua rotina orçamentária, quem sabe até com dicas para economizar e guardar mais dinheiro, por que não?

O céu é o limite. Basta você estar aberto para pensar e fazer diferente. Existe um mar de possibilidades a ser explorado e um universo de conhecimento a sua disposição. Também vale lembrar que você não está sozinho, a Segfy faz questão de te acompanhar nessa incrível jornada, corretor.

Inclusive, preparamos mais dicas como essas de hoje. Para não perder, é só seguir a gente no Instagram, Facebook e LinkedIn que logo logo compartilhamos uma novidade com você, fechado?

Até a próxima! 🙂 

Fontes: InfoMoney, Revista Apólice, JRS, Smartia, Estadão

Com mais de 1 bilhão de usuários em todo o mundo, o Instagram vem se tornando um excelente espaço para quem trabalha com comércio de serviços ou produtos. Mas a grande dúvida que fica na cabeça da maioria dos empresários é: como utilizar o Instagram para minha corretora de seguros vender mais? 

Antes de pensar em vendas é preciso entender e reproduzir alguns passos básicos para que sua conta no Instagram seja receptiva ao público. Pontos como a qualidade da foto, uma biografia interessante, stories interativos, entre outras funcionalidades que a rede social disponibiliza ajudam a trazer uma cara mais organizada e dinâmica ao perfil do seu negócio. 

Para te ajudar, separamos algumas dicas que vão fazer sua corretora decolar no Instagram!

Cuide da sua BIO no Instagram

Quando você cria um perfil no Instagram, a ferramenta disponibiliza um espaço para uma breve descrição, de até 160 caracteres, para apresentar as principais informações da sua corretora. Este é um lugar muito estratégico para contas comerciais no Instagram, o qual você pode alterar quando quiser. Um ponto importante a se ressaltar, é que na BIO é o único espaço onde o Instagram permite o uso de links. Então, use e abuse desta funcionalidade, incluindo o site ou algum outro link importante para a sua corretora.

A criação da biografia é um passo importante para o sucesso do seu perfil no Instagram, por isso seja criativo(a) e use diferentes recursos, como hashtags, emojis e caracteres especiais. 

Imagens e humanização da marca

O Instagram ganhou status no mundo por ser uma rede social amplamente visual. Logo, a imagem utilizada nas postagens tem grande relevância para o seu post ter um bom engajamento. 

Por conta disso, é fundamental utilizar fotos, artes ou imagens em boa qualidade, com foco e clareza. 

Outro ponto a se destacar, é a humanização da sua marca. Mostre sua cara ou de quem tenha mais desempenho frente às câmeras em seu perfil no Instagram, o público gosta e engaja mais em publicações neste formato. Mas, ressaltamos que não basta somente gravar e publicar. Elabore um planejamento, tenha um bom ambiente para o vídeo e transmita um conteúdo qualificado ao seu público. 

Conteúdo relevante em seu perfil

Por falar em conteúdo, a dica principal é que ele seja relevante. Por isso é vital que você saiba o que o seu cliente quer ver nas redes sociais. 

Uma forma simples e eficiente de produzir conteúdos no mercado de seguros, é aprofundar as funcionalidades de cada serviço da sua corretora, aplicando os benefícios dentro de uma situação do cotidiano do seu cliente, por exemplo.

Outra dica importante: tenha periodicidade nas suas publicações, faça com que o seu público entenda como é sua rotina de postagens e espere pelo seu conteúdo. Além disso, mantenha seu feed organizado. Cada post tem que transmitir uma comunicação intuitiva e interativa com os clientes. 

Muitas pessoas que visitam a sua página no Instagram podem abandoná-la em poucos segundos. É justamente por isso que você precisa de uma estratégia para reter a atenção dos visitantes e o melhor caminho é criar um feed organizado.

Gostou do conteúdo e quer um passo a passo para fazer o Instagram da sua corretora decolar? Preparamos um e-book completo para você administrar a conta da sua corretora no Instagram! 

>>>Baixar o e-book<<<

Ainda não é cliente Segfy? Sabia que agora nossas plataformas de Multicálculo e Gestão são integradas para você trabalhar em sua corretora?

Faça um teste gratuito e conheça todas as funcionalidades!

>>> Quero testar <<<

Autor(a): Leonardo Dulcio

Jornalista, com amplo conhecimento em marketing digital e produção de conteúdo para o segmento de seguros. Apaixonado por esportes e sempre disposto a aprender coisas novas.

Com inovação em seu DNA, a Segfy dá mais um passo em direção ao futuro para proteger o futuro das pessoas e lança o seu marketplace de seguros. O Meu Seguro Novo chega ao mercado para facilitar o fechamento de um seguro online com segurança. 

A plataforma foi desenvolvida para que a experiência do usuário seja simples, prática e segura. Com apenas alguns cliques, o segurado receberá de um dos nossos corretores de seguros parceiros as melhores apólices de seguro para a sua necessidade.

O Meu Seguro Novo foi desenvolvido com o objetivo de proteger, com segurança e funcionalidade, o futuro das pessoas. Baseado nisso, a participação do corretor de seguro na plataforma é vital e ativa para o fechamento do seguro online.

Praticidade na cotação de seguro online

Aliando corretor e segurado, o marketplace chega ao mercado para descomplicar, com segurança, a cotação de seguro online. O processo é simples e prático. O usuário seleciona a forma de seguro desejada, preencha o formulário e em poucos minutos recebe o contato de um dos nossos corretores de seguros parceiros. Para disponibilizar as melhores ofertas, o marketplace disponibiliza dos cálculos de 17 corretoras de seguros renomadas no mercado. 

A ferramenta disponibiliza sete segmentos do mercado de seguros: Seguro Auto, Seguro de Moto, Seguro de Caminhão, Seguro Residencial, Seguro de Vida, Seguro de Bicicleta e Seguro para Condomínios. Por fim, o marketplace ainda oferece uma opção de empréstimos, em parceira com a BCredi, empresa especialista em créditos imobiliários com taxas reduzidas. 

Todos os corretores cadastrados no Meu Seguro Novo são certificados pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) e estão dispostos em um fila virtual para atender cada lead que buscar uma cotação de seguro. 

Corretor de Seguros, protagonista do marketplace

Para fazer parte do Meu Seguro Novo, o corretor necessita preencher o formulário de ativação e aguardar o contato de um dos atendentes da Segfy. Após isso é só baixar o aplicativo e começar a vender.

A principal vantagem para o corretor de seguro será a de receber o lead já pré-qualificado, sabendo seus dados, seu interesse e o que deve ser cotado no seguro. Além disso, a plataforma oferece diversas funcionalidades para que o corretor tenha um controle do pós-venda dos clientes fechados pelo Meu Seguro Novo. 

Dentro do aplicativo, o corretor de seguros terá disponível para gestão todos os dados dos clientes fechados via Meu Seguro Novo, alertas de renovação, controle financeiro, todo o suporte para focar em mais vendas para sua corretora.

Por fim, os corretores que já são clientes da Segfy e quiserem fazer parte do Meu Seguro Novo, terão a vantagem de integrar os dados e gerenciar por qual via o lead entrou no sistema. Inicialmente 3 mil corretores estarão a disposição para atender a demanda de leads recebidas pelo marketplace.

Corretor, está esperando o que para aumentar suas vendas com a gente? Acesse o link abaixo e viva o futuro do mercado de seguros.

Venda com o Meu Seguro Novo

Procurando a cotação de seguro ideal para você? Clique no botão abaixo e em poucos minutos receba as melhores propostas de um dos nossos corretores. 

Quero cotar um seguro

Se inscreva em nossa newsletter e receba novidades
Segfy, você + seguro 🧡
Segfy Tecnologia S/A | 30.254.990/0001-55 © 2021 Segfy ®. All rights reserved.