Repasse de comissões a produtores: cuidados importantes que sua corretora de seguros dever ter

Postado em 9 de agosto de 2018 por Segfy

Se algum dia você já avaliou estabelecer uma parceria com um produtor a fim de aumentar o número de negócios de sua carteira, com certeza muitas dúvidas surgiram quanto ao repasse de comissões. Afinal, vale a pena investir nessa estratégia?

Produtores são pessoas físicas ou jurídicas que angariam negócios para a carteira do corretor de seguros. Normalmente, são contadores, imobiliárias, agências de automóveis, ou seja, qualquer pessoa ou empresa que esteja em contato com possíveis clientes do corretor de seguros. Através dessa proximidade com o cliente, esses produtores conseguem indicá-lo e, em caso de concretização do negócio, recebem um repasse de comissões.

Em muitos casos, o corretor de seguros consegue ainda oferecer outros produtos para esse mesmo cliente que veio através de um produtor e, assim, aumentar a rentabilidade da carteira como um todo. Aqui, vale o esforço para estabelecer a estratégia correta de abordagem do cliente e definir os produtos que mais se enquadram em seu perfil, transformando uma relação que começou com uma simples indicação em um laço comercial duradouro e rentável com esse cliente.

Cuidados na hora de estabelecer o repasse de comissões

A estratégia de buscar novos clientes através de indicação de produtores pode ser bem rentável, mas alguns cuidados devem ser tomados na hora de estabelecer o repasse das comissões.

Busque orientação contábil

O primeiro deles é sempre buscar uma orientação contábil. Lembre-se que uma parceria dessa natureza pode até começar pequena e o impacto contábil das contas da corretora ser insignificante, porém, quando as proporções aumentam, os problemas também crescem. Por isso, é importante que todo acordo tenha uma análise contábil desde o começo.

Estabeleça com seu produtor o percentual ou valor fixo do repasse de comissões e, principalmente, sobre qual valor ele será aplicado. Para pessoas que não atuam com seguro, é comum pensar que o valor da comissão é aplicado sobre o prêmio total e não sobre o prêmio líquido, por exemplo. Outro ponto que deve estar claro no acordo é se o repasse das comissões será somente sobre a comissão ou se outras remunerações como bônus e agenciamentos também terão repasses ao produtor.

Defina quando o repasse de comissões será feito

Depois de estabelecida de forma bem clara a regra de repasse das comissões, também deve ser definido quando será feito o pagamento desse repasse. Parece simples, mas o pagamento da comissão dos corretores pode ser feito de muitas maneiras. Por exemplo, se o corretor recebe a comissão de forma parcelada e estabelece que fará o repasse de forma antecipada, ele deve estar ciente que seu fluxo de caixa ficará prejudicado.

Não deixe de incluir as despesas

Antes mesmo de propor ao seu produtor uma parceria, você deve ter uma noção exata de quanto a administração daquele seguro, que virá pela indicação dele, custará para a sua corretora. Com esse custo na conta, você conseguirá dimensionar quanto poderá disponibilizar para o repasse sem prejudicar o lucro de sua corretora.

Todo corretor que utiliza a estratégia de angariar novos clientes através de produtores não pode deixar que os custos da administração mais o repasse de comissões superem o total da comissão recebida, caso contrário, estará pagando a diferença do próprio bolso.

Por fim, a estratégia de aumentar o número de negócios de sua corretora através do repasse a produtores é válida e amplamente aplicada por corretores de sucesso. Tomados os devidos cuidados, você também pode alcançar esse resultado.

O repasse de comissão de seguros a produtores é um problema na sua corretora de seguros? Saiba mais aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Demonstração Grátis Segfy
Se inscreva em nossa newsletter e receba novidades
Segfy, você + seguro 🧡
Segfy Tecnologia S/A | 30.254.990/0001-55 © 2021 Segfy ®. All rights reserved.