Os 5 seguros que melhor remuneram o corretor de seguros

Postado em 26 de julho de 2018 por Segfy

Se em algum momento, você, corretor de seguros, já questionou a rentabilidade da sua corretora de seguros, chegando à conclusão que os resultados não eram satisfatórios, muito provavelmente pensou em aumentar as vendas para resolver esse problema. Saiba que a maioria dos corretores pensa exatamente a mesma coisa, mas existe uma maneira melhor e mais barata de aumentar a rentabilidade com a venda de seguros que poucos corretores utilizam.

Aumentar as vendas pode diminuir o lucro

Antes de tudo, fique tranquilo, pois sua conclusão não está errada. Aumentar a venda pode, sim, aumentar a rentabilidade da corretora, porém, não em todos os casos. Isso acontece porque, ao aumentar as vendas, outros custos podem surgir como contratação de colaboradores, expansão de canais de vendas e infraestrutura para atendimento de todas essas novas demanda.

Outro fator que pode influenciar é que, em novas vendas, a margem de comissão do corretor tende a ser menor, pois estamos trabalhando com um público novo e o preço tende a ser um fator de negociação.

Resumindo, aumentar as vendas pode sim aumentar o prêmio mensal do corretor, mas também aumenta as despesas e, no final das contas, o tiro pode sair pela culatra, ou seja, o corretor pode ver seu lucro diminuir.

A resposta pode estar dentro da carteira do corretor de seguros

Praticamente todo corretor que já frequentou algum curso ou palestra do mercado já ouviu falar do tão divulgado cross-selling. Essa ferramenta de desenvolvimento da carteira de negócios nada mais é que vender mais de um produto para o cliente que já possui alguma apólice contratada com o corretor.

Essa pode ser uma das saídas para o corretor de seguros que não está satisfeito com a rentabilidade da sua carteira, ou seja, com o lucro que ele retira da corretora no final do mês.

Quando você aborda um cliente que já conhece seu atendimento, a barreira da confiança já está ultrapassada e fica mais tranquila a negociação.

Nesse tipo de venda, é comum que a margem de lucro do corretor seja um pouco maior, pois o cliente pode não sentir a necessidade de pesquisar no mercado, aceitando a oferta proposta pelo corretor.

O segredo é escolher o que oferecer

O mercado de seguros tem infindáveis produtos que o corretor pode oferecer ao seu cliente, seja pessoa física ou jurídica.

Na hora de escolher qual produto oferecer, com foco no aumento da lucratividade da carteira, o corretor deve ficar atento à média da margem de comissão desse produto no mercado. A conta é lógica: produtos que oferecem uma margem maior irão gerar mais lucro por negócio fechado, atingindo assim, o objetivo do corretor.

Os ramos que melhor remuneram

Através de uma consulta ao sistema de estatísticas divulgado pela SUSEP, alguns ramos chamam a atenção devido à alta margem de despesa comercial, ou seja, de comissões pagas, apresentando um resultado para o corretor de seguros bem maior que o automóvel, que normalmente é o foco das corretoras e maior ramo dentro de suas carteiras.

Garantia Estendida é um exemplo disso, apresentando margens médias acima de 70%. O corretor que tem um cliente que poderia se interessar por esse ramo, uma apólice vendida pode triplicar a margem de lucro em relação a uma apólice de automóvel, por exemplo, que tem média em torno de 19%.

Riscos Diversos é outro exemplo disso. Segundo a SUSEP, em 2017, o ramo apresentou margem média de 39%. Aqui vale lembrar que muitos clientes que já possuem o seguro empresarial contratado com o corretor de seguros podem possuir equipamentos suscetíveis a uma apólice de RD.

Já para pessoas físicas, os ramos que se destacam são o Seguro Viagem (37%), o Residencial (32%) e o Fiança Locatícia (32%). Vale a pena se debruçar sobre a lista de clientes para identificar oportunidades de vendas nesses ramos.

Quem não oferece não vende

O corretor de seguros experiente sabe muito bem que o primeiro passo para vender é oferecer. Oferecer com inteligência, dentro de uma estratégia e focar nos resultados não só daquela venda, mas da carteira da corretora, é a chave para aumentar o resultado e a lucratividade da sua empresa.

Uma vez que a estratégia é estabelecida e aplicada, o próximo passo é saber como serão pagos esses resultados e controlar o fluxo. Nesse momento, saber como esse processo funciona é importantíssimo para negociar com a seguradora e otimizar ainda mais o lucro do corretor.

Conheça os diferentes tipos das comissões de seguros e como as seguradoras pagam os corretores de seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se inscreva em nossa newsletter e receba novidades
Segfy, você + seguro 🧡
Segfy Tecnologia S/A | 30.254.990/0001-55 © 2021 Segfy ®. All rights reserved.