7 dicas essenciais para escrever e-mails de venda e relacionamento com o cliente

Postado em 7 de junho de 2021 por Segfy

Você já parou para desenhar sua estratégia de e-mails de venda e relacionamento com o cliente? Por mais que os canais de comunicação digitais tenham crescido e o contato com o cliente fique disponível em vários lugares, o e-mail continua sendo a melhor opção na hora de construir confiança e um relacionamento constante com os seus clientes.

Gastar um tempo inicial desenhando estruturas de e-mails de venda, réguas de relacionamento e automatizações vai agilizar muito a sua empresa ao longo do tempo. Siga essas nossas 7 dicas essenciais:

1 - Segmente a sua base e personalize

Nem todo mundo precisa receber seus e-mails, por isso, ter uma base de dados organizada e segmentada vai ajudar que a comunicação seja mais personalizada com cada pessoa e sem deixar que os assuntos se percam no desinteresse. Entenda onde cada cliente está no seu funil de vendas para que eles não recebam comunicações no tempo errado.

2 - Dedique um tempo a mais para pensar no assunto do e-mail

Em uma passada rápida pela sua caixa de entrada, seu olho já se fixa nos assuntos mais importantes para dar atenção, já que nem sempre conseguimos dar conta do volume de informações que recebemos todos os dias. É aqui que um título de e-mail bem escrito pode fazer diferença para que a pessoa considere que é um assunto que vale sua atenção.

Diferença entre e-mails de venda X e-mails de relacionamento

É importante lembrar a função de cada tipo de e-mail que você está enviando. Uma grande diferença entre os e-mails de venda e os e-mails de relacionamento começa no título. Os e-mails de venda precisam de uma escrita mais persuasiva, que desperte interesse e uma ação do lado do cliente, já os e-mails de relacionamento podem ser mais claros no assunto, destacando a importância das informações na hora do cliente ter a experiência de uso com o seu serviço.

Para e-mails de venda, você pode usar alguns desses formatos: 

  • Curiosidade e mistério: deixe a pessoa com vontade de saber o que está dentro daquele e-mail. Ex: A dica de economia que ninguém te conta sobre o seguro do seu carro.
  • Perguntas: usar perguntas faz com que o cérebro da pessoa se prepare para responder, e isso pode fazer com que ela se interesse também na sua resposta, abrindo o e-mail. Ex: O que você faria se ficasse impedido de trabalhar? (gatilho para vender seguro de vida).
  • Gatilhos de urgência ou escassez: usando o tempo, ofertas exclusivas, ou pegando em alguma dor que tem muita relevância para o seu cliente. Ex: Acaba hoje a oportunidade para você garantir sua cotação com vantagens exclusivas.
  • Personalização: se você possui uma plataforma de e-mails que permite a personalização, use o nome da pessoa em alguns títulos. Ex: Maria, eu trouxe a solução que você pediu para o seguro da sua casa.
  • Tendências: preste atenção no que está acontecendo. Assuntos que estão nas notícias, preocupações e tendências mostram que sua empresa está atualizada e o cliente precisa dar uma resposta rápida para acompanhar. Ex: A temporada de chuvas chegou, sua casa está protegida?

Só cuidado com a linha tênue do título que é atrativo e do título que parece spam. Além das pessoas cansarem desse tipo de apelo, a próprio gerenciador de e-mails que a pessoa usa pode jogar ele direto para spam ou caixas de promoções, onde ficarão perdidos.

3 - Atenção ao visual

Na hora de construir o template dos seus e-mails, procure passar confiança e profissionalismo. Use a identidade visual da sua empresa se for possível, principalmente na assinatura

Destaque informações importantes do texto usando de negrito ou cores diferentes, preste atenção no espaço de leitura para não criar blocos de texto muito grandes onde a pessoa vai olhar correndo. Se for possível, também utilize imagens e botões no caso de precisar direcionar a pessoa para outro lugar para terminar a venda.

4 - Fique atento na estrutura do seu texto

Depois de criar um bom título e gerar interesse suficiente para que a pessoa abra e queira ver o que mais você tem a dizer, não decepcione! Crie uma estrutura clara de começo, meio e fim, com propósito definido.

No começo do texto você ainda deve trabalhar um pouco de gerar interesse e despertar a atenção, apresentar um problema e logo depois a solução, mostrar como ela funciona e até mesmo usar prova social em alguns casos, para terminar com uma chamada para ação pontual.

5 - Não disperse ideias

Pode ser que sua empresa trabalhe com um grande portfolio de seguros, com vários tipos de clientes, e isso pode fazer com que a pessoa se sinta perdida na hora de decidir contratar seus serviços. É importante entender a persona do seu cliente e conseguir segmentar essas personas entre os seus serviços na hora de fazer uma oferta certeira. 

Crie um funil de comunicação para venda que considere como e por onde a pessoa chegou até você, qual a dor principal que ela precisa resolver e só depois trabalhe a venda de serviços complementares ou adicionais.

6 - Confirme comunicações importantes por outros canais de contato

Na hora de melhorar o relacionamento com o cliente, existem momentos em que você vai precisar sincronizar comunicações entre canais diferentes e acompanhar a resposta do cliente. Se você mandou sua proposta e documentos importantes por e-mail, pode ser uma boa ideia confirmar com o cliente pelo WhatsApp o recebimento, principalmente nos primeiros contatos, para ter certeza de que o endereço de e-mail está correto e atualizado.

7 - Automatize o envio com uma boa plataforma para gerenciar o relacionamento com os seus clientes

Com a plataforma de gestão da Segfy, fica muito mais fácil proteger os dados dos seus clientes, gerenciar contatos e automatizar o envio de e-mails, aumentando suas vendas, recorrência e fidelização de clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se inscreva em nossa newsletter e receba novidades
Segfy, você + seguro 🧡
Segfy Tecnologia S/A | 30.254.990/0001-55 © 2021 Segfy ®. All rights reserved.