Seguro para MEI: residencial ou empresarial?

Postado em 6 de dezembro de 2019 por Segfy

Você abriu a sua corretora de seguros, atendeu ao círculo mais próximo de amigos e parentes e agora busca formas de aumentar as vendas e expandir sua carteira com produtos diferentes do automóvel e com maior rentabilidade, certo? O seguro para MEI pode ser um desses produtos.

Saiba que identificar e atacar as tendências de mercado são algumas das formas de sair da rotina de cotações de automóvel e fazer com que sua corretora também seja conhecida por oferecer outros produtos.

Neste cenário, investir em prospecção de seguro para MEI é uma excelente forma de atingir esse objetivo, principalmente quando falamos de uma forte tendência no mercado de trabalho: o home office.

O mercado de seguro para MEI está mudando

A grande verdade é que praticamente tudo que conhecemos está mudando. Isso não é nenhuma novidade, mas a velocidade com que essa mudança está ocorrendo sim. Quando pensávamos em seguro para MEI no passado, mesmo quando o MEI não existia, pensávamos em um seguro para atender aquele empresário com uma micro ou pequena empresa, com um estabelecimento reduzido e poucos ou nenhum funcionário.

Com a criação da figura do MEI essa realidade mudou, assim como o seguro para MEI.

Hoje o MEI nem sequer precisa ter um estabelecimento comercial. A tecnologia propiciou o surgimento de uma série de comércios e serviços que não precisam atender o seu público de forma física, ou seja, não precisam ter uma loja ou um escritório. 

Comércios vendem pela internet e disparam o produto direto do fornecedor para o cliente, serviços são cada vez mais contratados também online e o prestador somente se desloca para o local de atendimento, quando este também não é feito de forma remota.

Enfim, oferecer seguro para MEI exige que o corretor tenha consciência de que irá encontrar situações em que a oferta tradicional de seguros não será suficiente para atender o cliente. Uma dessas situações é o home office.

Como oferecer um seguro para MEI que utiliza home office?

Uma das situações mais comuns nesse novo modelo é a dúvida sobre qual seguro para MEI oferecer quando o cliente tem um home office?

O primeiro passo é investigar qual a real situação desse cliente. Pode ser que ele use exclusivamente o home office para suas atividades ou trabalhe em uma empresa que dê como "benefício" o trabalho em home office uma vez por semana, por exemplo.

Essas situações mudam a forma da oferta porque, se o cliente é o próprio empresário, ele é quem fez o investimento para montar o home office e terá muito mais necessidade de proteger aquele investimento do que um funcionário que apenas traz o notebook para sua casa e trabalha remotamente alguns dias no mês.

De uma forma ou outra, o mais correto é contratar uma apólice de seguro residencial em uma seguradora que possua coberturas e aceitação para o home office. As coberturas podem variar de um caso para outro e você deverá adequá-las à necessidade do seu cliente específico.

Outras formas de trabalho e seguro para MEI

Vele lembrar que o home office não é a única forma diferente de trabalho hoje em dia. Outro modo de trabalho muito utilizado é um local compartilhado ou "coworking". Para o segurado que trabalha em locais como esse, o ideal é contratar apenas uma apólice para os equipamentos, pois o prédio e infraestrutura não são de sua responsabilidade.

Lembre-se que criar uma carteira baseada em produtos não tão populares como o automóvel exige dedicação, planejamento e conhecimento.

Saiba como trabalhar a venda de seguro empresarial através do guia definitivo para corretores de seguros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se inscreva em nossa newsletter e receba novidades
Segfy, você + seguro 🧡
Segfy Tecnologia S/A | 30.254.990/0001-55 © 2021 Segfy ®. All rights reserved.